Usamos cookies neste site para melhorar a sua experiência enquanto utilizador.

Ao continuar a navegar no nosso site está a consentir a sua utilização.

Portugal

Suvaxyn M.Hyo

 

1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO
Suvaxyn M.hyo
Vacina líquida inativada e adjuvada contra Mycoplasma hyopneumoniae
Suspensão injetável

2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA
Cada dose de 2 ml contém:
Substância(s) ativa(s):
Antigénio M. hyopneumoniae P.R.* ³ 1
*Potência relativa
Adjuvante(s):
Carbopol 941 4 mg
Excipientes:
Para a lista completa de excipientes, ver secção 6.1.

3. FORMA FARMACÊUTICA
Suspensão injetável

4. INFORMAÇÕES CLÍNICAS

4.1 Espécie(s)-alvo
Suínos de engorda.

4.2 Indicações de utilização, especificando as espécies-alvo
Para imunização ativa de porcos para reduzir os sinais clínicos e lesões devido à infeção por Mycoplasma hyopneumoniae.
A imunidade estabelece-se 1 semana após a segunda vacinação e tem a duração de pelo menos 4 meses.

4.3 Contraindicações
Não administrar a animais doentes.

4.4 Advertências especiais
Não existem.

4.5 Precauções especiais de utilização
Precauções especiais para utilização em animais
Evitar o stresse nos animais aquando da vacinação.
Devem ser observadas as precauções de assepsia. Utilizar material de vacinação limpo e esterilizado.
Agitar bem o frasco antes da vacinação.

Precauções especiais que devem ser tomadas pela pessoa que administra o medicamento aos animais
Em caso de auto-injeção acidental, dirija-se imediatamente a um médico e mostre-lhe o folheto informativo ou o rótulo.

4.6 Reações adversas (frequência e gravidade)
Ocasionalmente, qualquer vacina pode provocar reações locais e/ou gerais após a administração. Normalmente, estas reações são transitórias.
No caso de reações alérgicas, que ocasionalmente possam surgir, devem ser tomadas as mediadas necessárias.

4.7 Utilização durante a gestação, a lactação e a postura de ovos
Não aplicável.

4.8 Interações medicamentosas e outras formas de interação
Não existe informação disponível sobre a segurança e a eficácia desta vacina quando utilizada com qualquer outro medicamento veterinário. A decisão da administração desta vacina antes ou após a administração de outro medicamento veterinário deve ser tomada caso a caso e tendo em consideração a especificidade da situação.

4.9 Posologia e via de administração
Dose de 2 ml por animal.
Administrar por via intramuscular no pescoço atrás da orelha, utilizando as técnicas de vacinação corretas.
Agitar bem o frasco antes da vacinação.
Esquema vacinal:
Administrar duas vezes, com um intervalo de 2 a 3 semanas, 1 dose (2 ml) de vacina por via intramuscular no pescoço atrás da orelha, a leitões a partir dos 3 dias de idade. A primeira vacinação deve ocorrer preferencialmente antes das 10 semanas de idade.

4.10 Sobredosagem (sintomas, procedimentos de emergência, antídotos), (se necessário)
A administração de uma dose dupla não provoca qualquer alteração para além das indicadas na secção 4.6.

4.11 Intervalo(s) de segurança
Zero dias.

5. PROPRIEDADES IMUNOLÓGICAS
Grupo farmacoterapêutico: Imunológicos, Código ATCvet: QI09AB13

6. INFORMAÇÕES FARMACÊUTICAS

6.1 Lista de excipientes
Timerosal
EDTA
Amaranth (E123)
Cloreto de sódio
Água para injetáveis

6.2 Incompatibilidades
Não misturar com qualquer outro medicamento veterinário.

6.3 Prazo de validade
Prazo de validade do medicamento veterinário tal como embalado para venda: 30 meses.
Prazo de validade após a primeira abertura do acondicionamento primário: 24 horas.

6.4 Precauções especiais de conservação
Conservar e transportar refrigerado (2ºC - 8ºC).
Não congelar.
Proteger da luz.

6.5 Natureza e composição do acondicionamento primário
Frascos de polietileno de alta densidade, cor natural; capacidade nominal 25 ml e 120 ml. Tampas cinzentas de borracha (butilo) e cápsulas de alumínio.
Apresentações: 20 ml (10 doses) e 100 ml (50 doses).
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

6.6 Precauções especiais para a eliminação de medicamentos veterinários não utilizados ou de desperdícios derivados da utilização desses medicamentos
O medicamento veterinário não utilizado ou os seus desperdícios devem ser eliminados de acordo com os requisitos nacionais.

7. TITULAR DA AUTORIZAÇÃO DE INTRODUÇÃO NO MERCADO
Laboratórios Pfizer, Lda.
Lagoas Park – Edifício 10
2740-271 Porto Salvo

8. NÚMERO(S) DE REGISTO DA AUTORIZAÇÃO DE INTRODUÇÃO NO MERCADO
524/94 DGV

9. DATA DA PRIMEIRA AUTORIZAÇÃO/RENOVAÇÃO DA AUTORIZAÇÃO
31/10/1995

10. DATA DA REVISÃO DO TEXTO
PROIBIÇÃO DE VENDA, FORNECIMENTO E/OU UTILIZAÇÃO
Exclusivamente para uso veterinário – medicamento veterinário sujeito a receita médico veterinária

Contacto

Lagoas Park
Edificio 10
2740-271, Porto Salvo
Tel: 21 0427200