Usamos cookies neste site para melhorar a sua experiência enquanto utilizador.

Ao continuar a navegar no nosso site está a consentir a sua utilização.

Portugal

Bovinos

Os Médicos-veterinários e produtores podem contar com o apoio constante da experiente equipa Zoetis, seus produtos líderes em inovação e serviços dirigidos.

Falamos de áreas de produção muito diferentes e como tal necessidades diferentes: a produção de leite e a produção de carne, tanto em regime extensivo como intensivo. Todas estas áreas têm sofrido uma transformação profunda nos últimos anos com a concentração crescente da produção. Esta transformação, para a Zoetis, traduz-se numa responsabilidade crescente em adequar o nosso portfólio de produtos e soluções, os nossos serviços e a  forma como nos dirigimos a médicos veterinários e aos restantes intervenientes do sector. A nossa missão é poder contribuir para o alcance de melhores resultados e rentabilidade, sendo o parceiro preferido dos médicos-veterinários e seus clientes.

Resumo:  DRB é o termo geral para a doença respiratória em bovinos que é provocada por uma série de factores, sozinhos ou combinados.  É uma importante causa de perdas económicas na produção e afecta o tracto respiratório inferior / pulmões (pneumonia) ou superior (rienite, traqueíte, bronquite).  

Etiologia:  A DRB é definida como um “complexo de doenças”.

Diarreia Viral Bovina (BVD)

Resumo

 

A diarreia viral bovina (BVD) é uma infecção dos bovinos causada por um pestivirus. Provoca vários quadros, desde sub-clínicos a agudos, incluindo aborto, infertilidade e imunossupressão. O vírus causa ainda a “doença das mucosas”, clinicamente dramática e com desfecho fatal.

Etiologia

Resumo

A queratoconjuntivite infecciosa bovina é uma doença ocular contagiosa que afecta principalmente os vitelos, provocada essencialmente pela bactéria Moraxella bovis. Esta doença pode levar, na sua evolução, à perda permanente de visão.

O período de incubação é geralmente de 2 a 3 dias, sendo o primeiro sinal clínico uma pequena área opaca na superfície ocular (córnea). 

A Moraxella bovis é o agente causal que melhor se conhece.

Subtítulo:  

Diarreia, diarreia neonatal dos vitelos,enterite.

Resumo: 

Os vitelos recém-nascidos são extremamente susceptíveis à diarreia neonatal, principalmente durante os primeiros 28 dias de vida. A diarreia diminui a absorção de nutrientes do leite e leva à desidratação.

Se a doença for severa, o vitelo pode morrer; no entanto, mesmo os vitelos que sobrevivem a casos severos de diarreia, podem ter um desempenho pior durante a...

Resumo

É uma doença de distribuição mundial, essencialmente de climas quentes. É uma zoonose, o que significa que pode afectar os humanos. Os animais portadores (reservatórios) eliminam as leptospiras pela urina, corrimentos uterinos e fetos abortados tornando-se possível a contaminação de instalações e pastagens. Os animais infectados podem eliminar as leptospiras durante 542 dias e estas podem sobreviver fora do hospedeiro até 6 meses se as condições ambientais...

Resumo

A mastite é uma reacção inflamatória de origem infecciosa, traumática ou tóxica da glândula mamária. É muito frequente em vacas de leite e é reconhecidamente das doenças com maior impacto na produtividade das explorações leiteiras.

Se não for tratada, pode reduzir a quantidade e qualidade do leite produzido e conduzir a uma deterioração do bem-estar animal, levando por vezes à morte ou ao refugo precoce dos animais afectados.

Etiologia...

Resumo

A IBR é uma doença infecciosa dos bovinos, provocada por um vírus – Herpesvírus Bovino do tipo 1 (BHV-1), que afecta principalmente o tracto respiratório e o sistema reprodutivo. Uma parte dos países europeus já têm estatuto de livres de IBR. Em outros países estão em curso programas de controlo, obrigatórios e regulados pelas autoridades nuns casos, noutros numa base voluntária.

Etiologia

Resumo

A metrite é uma inflamação da parede uterina provocada, habitualmente por uma infecção bacteriana. É uma doença frequente e importante sobretudo nas vacas leiteiras, nas quais pode ocorrer até aos 21 dias pós-parto (maior parte até aos 10 dias pós-parto). A metrite pode ser sub-clínica ou ter sinais clínicos, como febre acompanhada de corrimento uterino fétido e redução na produção de leite. Algumas metrites mais graves podem ter desfecho fatal.

Contacto

Lagoas Park
Edificio 10
2740-271, Porto Salvo
Tel: 21 0427200