Usamos cookies neste site para melhorar a sua experiência enquanto utilizador.

Ao continuar a navegar no nosso site está a consentir a sua utilização.

Portugal

Doença Respiratória Bovina (DRB)

Resumo:  DRB é o termo geral para a doença respiratória em bovinos que é provocada por uma série de factores, sozinhos ou combinados.  É uma importante causa de perdas económicas na produção e afecta o tracto respiratório inferior / pulmões (pneumonia) ou superior (rienite, traqueíte, bronquite).  

Etiologia:  A DRB é definida como um “complexo de doenças”.

  • Geralmente é provocada por vários agentes patogénicos, virais (Vírus Respiratório Sincicial Bovino, Parainfluenza-3, BVDV, BHV-1, entre outros), bacterianos (Pasteurella multocida, Mannheimia haemolytica, Histophilus somnus, Mycoplasma bovis), parasitários (nemátodos pulmonares), fúngicos (Aspergillus), inflamatórios ou alérgicos, que interagem entre eles provocando a doença.
  • Os agentes bacterianos muitas vezes provocam uma síndrome aguda, depois de invadirem o tracto respiratório previamente colonizado por vírus.
  • O stress do desmame antecede e contribui muitas vezes para o problema. A mudança de alimentação e as variações da temperatura ambiente e da humidade são factores que tendem a reduzir as reservas energéticas e a resistência.

Sintomas:  

A DRB manifesta-se de várias formas, dependendo da idade dos animais, do(s) agente(s) microbiano(s) e da fase da doença, entre outros factores.

Principais sintomas:

  • Febre
    • Há uma forte relação entre a DRB e a febre a qual  é, muitas vezes, um dos primeiros sinais clínicos do complexo DRB.
  • Depressão
  • Inapetência
  • Mau estar geral

Sintomas respiratórios:

  • Respiração superficial e rápida
  • Tosse ligeira
    • Em casos precoces de DRB geralmente há dor nos pulmões e nas vias aéreas, como tal o animal vai tentando desobstruir as vias aéreas através de uma tosse ligeira. Tosse proeminente e ruidosa, semelhante a uma “buzina” indica muitas vezes casos mais complicados ou crónicos, nos quais o tratamento é mais difícil. 
  • Corrimento nasal inicialmente seroso, depois purulento e/ou sanguinolento e corrimento ocular.  
  • Salivação

Diagnóstico: O diagnóstico pode ser feito com base nos sinais clínicos e no conhecimento prévio do problema na exploração, mas são por vezes necessários testes adicionais (por exemplo lavagens bronco-alveolares, esfregaços nasofaríngeos, análises de sangue ou soro e exame das lesões em animais mortos).

Tratamento: O tratamento deve ser direccionado especificamente para a causa da doença e sintomas (antibióticos, antiparasitários, anti-inflamatórios não esteróides, broncodilatadores, mucolíticos, re-hidratação). 

A chave para prevenir a doença respiratória é reduzir os factores de stress e vacinar os animais contra os vírus e bactérias que mais frequentemente provocam a doença.

  • Vacinação (vários protocolos)
  • Garantir que os programas de desparasitação são cumpridos
  • Disponibilizar níveis adequados de vitaminas e restantes nutrientes
  • Instalações adequadas, redução do stress
    • Minimizar a exposição às condições ambientais que contribuem para a doença, tais como: pó, elevada densidade de animais, amoníaco e outros gases (uma ventilação adequada é crítica)
    • Providenciar locais de descanso, de alimentação e abeberamento adequados (principalmente após o transporte)
  • Manuseamento cuidado e calmo dos animais
  • Minimizar movimentações e reagrupamento dos animais
  • Evitar uma elevada densidade de animais
  • Minimizar extremos térmicos

Impacto económico:

Em toda a Europa, estima-se que a DRB leva a perdas económicas que ascendem aos 576 milhões para a indústria da produção de bovinos. 58% dos custos resultam da diminuição do peso corporal, mortalidade e custos adicionais de maneio e tratamentos aos animais2.

Perdas estimadas, por animal, devido à DRB:

-        65€ por vitelo, em raças leiteiras2

-       123€ por vitelo de carne2

References:

1 Nicholas R.A.J, Ayling R.D (2003) Research in Veterinary Science 74:105-112

2 Andrews A.H. (2000) Cattle Practice Vol 8 Part 2: 109-114

 

Contacto

Lagoas Park
Edificio 10
2740-271, Porto Salvo
Tel: 21 0427200