Usamos cookies neste site para melhorar a sua experiência enquanto utilizador.

Ao continuar a navegar no nosso site está a consentir a sua utilização.

Portugal

Laringotraqueíte Infecciosa

Resumo

A laringotraqueíte infecciosa (LTI) é provocada por um herpesvírus que sobrevive no material orgânico (excrementos, cadáveres, secreções) durante 8 – 100 dias. Afecta galinhas, faisões e pavões; os perús, patos e gansos não ficam doentes mas podem disseminar o vírus. O período de incubação é de 3 – 14 dias. 

Sintomas

Os primeiros sinais clínicos incluem dificuldade na deglutição, penas eriçadas na parte de trás da cabeça, um ou ambos os olhos lacrimejantes e semicerrados. Os sintomas mais comuns são de respiração difícil, tosse e colocam o pescoço para a frente e para cima para facilitar a respiração. Pode também ocorrer corrimento ocular e nasal. 

Prevenção

Vacinação por gota ocular às 4 semanas de idade. Um plano de biosegurança eficaz e boas práticas de maneio são também importantes para a prevenção da laringotraqueíte infecciosa. Quarentena/isolamento de aves novas na exploração ou infectadas.

Tratamento

Não existe tratamento. A vacinação imediata de aves adultas na altura em que são infectadas pode ajudar a diminuir a duração da doença. Os antibióticos não têm efeito contra o vírus, mas podem controlar uma infecção bacteriana secundária que se instale. 

Produtos em destaque

Poulvac® ILT  (Em Portugal, vacina apenas possível de autorização mediante pedido do médico veterinário nos termos do artigo 55º do DL 148/2008 com a redacção dada pelo DL 314/2009 de 28 de Outubro).

Em breve mais informação disponível

Contacto

Lagoas Park
Edificio 10
2740-271, Porto Salvo
Tel: 21 0427200