Usamos cookies neste site para melhorar a sua experiência enquanto utilizador.

Ao continuar a navegar no nosso site está a consentir a sua utilização.

Portugal

Nefrite e FLUTD

Resumo

As doenças do tracto urinário, também conhecidas por FLUTD (doença do tracto urinário inferior felino) são frequentes em gatos. Os sintomas exibidos são semelhantes, independentemente da causa. As infecções bacterianas geralmente não estão na origem da FLUTD. 

Doença do tracto Urinário Factos

O tracto urinário é o sistema orgânico responsável pela eliminação de água e muitos resíduos do organismo. É composto por dois rins, que filtram e purificam o sangue. O excesso de água e químicos indesejáveis passam por um tubo muscular, o ureter, que sai de cada rim e vai drenar na bexiga, que armazena a urina. Durante a micção, a bexiga contrai-se para eliminar a urina para o exterior através de um tubo único, a uretra.

A inflamação dos rins denomina-se nefrite. Pode ter origem numa infecção bacteriana veiculada pela corrente sanguínea, devido por exemplo a uma gengivite ou a uma ferida, ou ser devida a uma infeccção ascendente originada na bexiga.

A inflamação da bexiga denomina-se cistite. Esta é a principal forma de doença do tracto urinário inferior felino (FLUDT). As infecções bacterianas geralmente não são as principais causadoras de cistite e de outras formas de FLUTD. Há outros factores que podem estar na origem da cistite, tais como cristais na urina ou pedras na bexiga e stress. Na maioria dos casos de FLUTD, não é possível identificar a causa, sendo por isso denominada cistite idiopática. 

Sintomas

A Inflamação da Bexiga (cistite ou FLUTD) pode ter várias causas, mas os sintomas são os mesmos. Muitos gatos têm crises recorrentes.

Por natureza, geralmente o gato esconde os sintomas até a doença estar numa fase avançada. Os sinais clínicos incluem:

  • Dor e dificuldade em urinar
  • Urinar com mais frequência
  • Sangue na urina
  • Urinar fora do areão

Se o gato demonstrar dificuldade em urinar e apenas saírem algumas gotas ou mesmo nenhumas, esta situação é considerada uma emergência médica pois pode indicar uma obstrução.

A inflamação do rim (nefrite) resulta de uma infecção na corrente sanguínea.

Sinais clínicos:

  • Aumento da ingestão de água e de urina.
  • Letargia e febre na fase inicial.
  • Perda de peso, fraqueza e perda de apetite em infecções prolongadas.

Estes sintomas são comuns a outras doenças, como tal é necessário atenção especial por parte do médico veterinário.

Diagnóstico

O diagnóstico de FLUTD geralmente é feito com base nos sinais clínicos, mas revela pouco acerca da doença. O primeiro passo é colher uma amostra de urina para exame, verificando a sua concentração e identificando a presença de cristais ou glóbulos vermelhos e bactérias.

O diagnóstico de uma infecção bacteriana é feito pela identificação de bactérias presentes na urina. No entanto, pode ter ocorrido uma infecção bacteriana devido a outra patologia, por exemplo cálculos ou cristais na bexiga. Se a infecção se repetir, pode ser necessário recorrer a outros testes, recolhendo amostras de sangue e examinando a bexiga através de ecografia ou radiografia. 

Tratamento

O tratamento das infecções bacterianas urinárias tem os seguintes objectivos:

  • Eliminação total de qualquer bactéria presente.
  • Se for relevante, higiene dentária, cicatrização das feridas.
  • Administração de uma dieta especial a fim de alterar o pH e o conteúdo químico do estômago.
  • Remoção dos cristais que possam estar a obstruir a uretra (em machos).
  • Disponibilizar água de bebida limpa.

Geralmente é necessária a administração de antibióticos durante um período de tempo prolongado. Uma das razões para o fracasso do tratamento deve-se ao não cumprimento do programa de antibióticos até ao fim, por parte do dono. Uma única administração com duração de acção de 14 dias é eficaz contra as bactérias mais comuns envolvidas nas infecções do tracto urinário.

O médico veterinário irá escolher o tratamento adequado a cada caso. 

Prevenção

É importante garantir que os animais urinam frequentemente. O areão deve ser mudado regularmente, principalmente se for partilhado por outros gatos.

Garantir que os gatos bebem muita água, tendo sempre à disposição água fresca e limpa. Alimentar os animais com ração húmida. Deve ser aconselhada uma dieta apropriada a gatos susceptíveis à formação de cristais urinários.

Assegurar que o protocolo antibiótico é cumprido até ao fim para prevenir uma infecção recorrente.

Produto(s) em destaque

Convenia

Contacto

Lagoas Park
Edificio 10
2740-271, Porto Salvo
Tel: 21 0427200