Usamos cookies neste site para melhorar a sua experiência enquanto utilizador.

Ao continuar a navegar no nosso site está a consentir a sua utilização.

Portugal

Infecções do Tracto Urinário em Cães

Resumo

As infecções de pele são regularmente diagnosticadas pelo médico veterinário. A sua aparência pode ser muito semelhante, independentemente da causa  e os animais apresentam frequentemente comichão. As infecções de pele de origem bacteriana são comuns, podendo necessitar de várias semanas de tratamento antibacteriano.

Infecção da Pele resumo 

A pele faz o revestimento externo do corpo e protege contra as agressões do meio ambiente tais como calor/frio, humidade/tempo seco, toxinas, agressões físicas, luz solar bem como vários agentes tais como bactérias, fungos, ácaros, insectos e vírus.

Infecção da pele de origem bacteriana (Piodermatite)

As bactérias são responsáveis por várias infecções de pele que não foram devidamente controladas. A piodermatite é uma infecção bacteriana geralmente provocada pelo Staphylococcus pseudintermedius, uma bactéria oportunista que aproveita qualquer solução de continuidade ou ferida que haja na pele para provocar uma infecção bacteriana secundária, chamada piodermatite. 

A piodermatite pode ser localizada ou generalizada. É comum afectar apenas as camadas superficiais da pele, mas também podem estar envolvidas as camadas dérmicas profundas, levando a uma acumulação de grande quantidade de pus e tecido fibroso.  

Causas subjacentes

As doenças de pele mais comuns onde a piodermatite se pode desenvolver são: 

  • Alergias (atópica, alimentar, de contacto e devido à picada de insectos)
  • Infestações por ectoparasitas, tais como pulgas, piolhos e ácaros
  • Distúrbios hormonais, tais como hipotireoidismo ou doença de Cushing
  • Defeitos na camada superficial da pele 
  • Pele espessa com pregas  

Infecções bacterianas súbitas

Há duas patologias de início súbito:

(1)Abcessos

É uma infecção bacteriana das camadas profundas da pele e tecidos subjacentes, geralmente associada a uma mordedura de outro animal (ferida perfurante), uma ferida infectada ou um corpo estranho.

(2)Eczema húmido

É uma piodermatite das camadas superficiais da pele e geralmente ocorre se o animal permanecer algumas horas num ambiente quente e húmido. A causa inicial pode ser uma picada de insecto que irrita a pele e o animal coça, não sendo depois evidente que esse tenha sido o motivo inicial da grande ferida que se forma. 

Infecções de pele não bacterianas

  • Micose, é uma infecção fúngica que afecta o pêlo (pouco comum).
  • Malassezia, é uma infecção por leveduras (fungos) da camada superficial da pele que também é comum nas alergias de pele, ocorrendo na mesma altura que a piodermatite.

Sintomas

Sintomas de piodermatite:

Variam de animal para animal. São visíveis ao longo do corpo e incluem:

  • Uma inflamação de pele (dermatite) que provoca comichão (prurido)
  • Perda de pêlo (alopécia) e mau estado do pêlo
  • Pequenas manchas rosadas na pele (pápulas)
  • Pequenas áreas de acumulação de pus, geralmente nos folículos pilosos (pústulas)
  • Crostas
  • Inflamação (dor, calor, vermelhidão e inchaço)
  • Mau odor
  • Pus (corrimento espesso amarelo/vermelho/verde) geralmente em infecções profundas

Sintomas de infecções bacterianas súbitas:

  • Abcessos: área localizada dolorosa, vermelha, quente e inflamada. No centro pode observar-se o orifício de entrada. O pus pode sair do centro da ferida. 
  • Eczema húmido: chamado “hot spot” pois a camada superficial da pele fica quente, com uma área circular de alopécia. É doloroso e o tecido exposto pode ter crostas com pus.  

Sintomas de infecções não bacterianas:

  • As micoses provocam zonas de pêlo quebradiço, perda de pêlo e crostas acinzentadas.
  • A Malassezia provoca uma pelagem espessa e gordurosa, com um cheiro característico. Geralmente ocorre em associação com a piodermatite. 

Diagnóstico

O diagnóstico de uma infecção bacteriana é feito pelo médico veterinário após exame das alterações de pele observadas e através de amostras da mesma para observação microscópica a fim de descobrir o agente envolvido. A colheita de amostras de pus para cultura é um método eficaz para identificar a bactéria envolvida, sendo a mais comum o Staphylococcus pseudintermedius, tornando mais fácil a escolha do antibiótico adequado para o tratamento. 

É também importante identificar a causa subjacente da piodermatite. Só assim é possível controlar a doença definitivamente. Se apenas for tratada a piodermatite, esta desaparece por uns tempos, voltando a aparecer mais tarde. Pode ser necessário realizar vários testes que muitas vezes se prolongam por um longo período de tempo. Estes incluem:

  • Uma raspagem de pele, incluindo das camadas profundas (para cultura e observação microscópica de bactérias, parasitas, fungos e leveduras)
  • Uma dieta hipoalergénica
  • Testes hormonais e outros testes

Infecções bacterianas súbitas 

Os abcessos e eczemas são facilmente diagnosticados pelo médico veterinário através dos sintomas.  

 

Tratamento

O tratamento tem os seguintes objectivos:

  • Tratamento específico da infecção de pele primária.
  • Tratamento da infecção bacteriana secundária. Em infecções profundas, o tratamento pode ser prolongado (várias semanas). É importante que o antibiótico seja administrado todos os dias à mesma hora. A causa mais comum de falha do tratamento deve-se ao facto do dono do animal não o fazer até ao fim. Não se deve interromper o tratamento, mesmo que a pele do animal já esteja com bom aspecto. Uma única dose com duração de acção de 14 dias (se necessário repetir) assegura um tratamento completo.  
  • Corticosteróides ou anti-histamínicos podem ser administrados para reduzir a inflamação e o prurido. 
  • Tratamento da pele/pêlo danificados. Utilização de champôs e alimentação adequada.
  • Drenagem dos abcessos em conjunto com tratamento antibiótico.
  • Tratamento específico para qualquer infecção fúngica que possa existir.

Os casos mais graves necessitam de tratamentos prolongados que podem durar várias semanas, sendo por isso importante cumprir o tratamento prescrito pelo médico veterinário.

Prevenção 

Tratamentos regulares com um antiparasitário contra as pulgas a todos os animais contidos no mesmo ambiente, protege contra a principal causa de lesões de pele que provocam a piodermatite. 

Produto (s) em destaque

Convenia

Contacto

Lagoas Park
Edificio 10
2740-271, Porto Salvo
Tel: 21 0427200